FANDOM


Ta

Características Editar

As corujas são aves pertencentes à família Strigidae e à ordem Strigiformes. Trata-se de aves de rapina, tímidas, solitárias, discretas e de vôo silencioso, graças ao formato e à textura de suas penas. Na cultura grega eram tidas como símbolo da sabedoria, já em outras culturas esta ave era símbolo de ligação com o mundo espiritual. Estas grandes caçadoras são encontradas em quase todo o mundo, menos na Antártica, na maior parte da Groenlândia e em algumas ilhas remotas. Existem 126 espécies diferentes de corujas, 18 das quais vivem no Brasil. É um animal que não transmite doenças aos humanos. O termo coruja é a designação comum das aves estrigiformes, das famílias dos titonídeos e estrigídeos. Na região do Amazonas, algumas espécies também são chamadas de murutucu. Tais aves possuem hábitos notívagos e voo silencioso devido à estrutura das penas, alimentando-se de pequenos mamíferos (principalmente de roedores e morcegos), insetos e aranhas. Engolem suas refeições por inteiro, para depois vomitarem pelotas com pêlos e fragmentos de ossos. A superstição popular diz que adivinham a morte com o seu piar e esvoaçar. Julgava-se também que essas aves gostam de azeite por visitarem as igrejas durante a noite, onde existiam lamparinas de azeite acesas. Na realidade, elas procuravam os insetos atraídos pela luz das lamparinas. Os filhotes de corujas podem ser vítimas de outros predadores, como o gavião. As corujas podem girar sua cabeça e pescoço em até 270º em qualquer direção. O símbolo da Deusa grega da sabedoria, Atena, é a coruja. Também considerada o símbolo da filosofia.

A coruja se alimenta de pequenos mamíferos (ratos e camundongos, por exemplo), gafanhotos, grilos, aranhas e outras aves. Costumam engolir suas presas inteiras para depois vomitar o que não aproveitam, tais como penas e pedaços de ossos. Há espécies de corujas que se especializaram na pesca (este fato pode ser observado nas Filipinas). Seus predadores naturais são: o gavião, o gato-do-mato e as cobras. Apesar do aspecto parado, a coruja é um animal bastante esperto que não facilita a vida dos seus predadores.

Coruja olhos-1092

Estas aves possuem olhos bem grandes, rodeados por um disco de penas, voltados para frente e, portanto, com visão binocular (como o ser humano). São animais com hipermetropia, ou seja, quase não enxergam perto (a poucos centímetros), mas, em distâncias maiores, sua visão é muito boa, principalmente com pouca luz. Quando está em situações de perigo, sua cabeça gira até 180 graus e pode ser projetada para cima.


Suas orelhas não são visíveis, mas sua capacidade de audição é bastante aguçada, melhor do que a das outras aves.
R7-Coruja
São capazes de caçar na escuridão, pois o formato do disco de penas ao redor dos olhos direciona o som de suas presas até os ouvidos. Sua plumagem é macia e densa, geralmente possui cores escuras misturadas com branco e/ou amarelo. Há casos de corujas totalmente brancas como a coruja polar (pólo norte).

Reprodução

O período da reprodução depende da espécie. A prole é de cerca de cinco ovos por gestação. Depois da eclosão, o macho cuida dos filhotes por dois meses até que estes aprendam a se defender.
Corujasfranca1
A maioria das espécies nidifica em árvores. Mas algumas corujas fazem o ninho em áreas de relvas baixas, junto às árvores. Cavam no chão verticalmente e depois prosseguem horizontalmente até o ponto definido para colocar o ninho livre de predadores. O macho fica de sentinela na árvore, cuidando do ninho, principalmente durante o dia. Na presença de um possível invasor, os filhotes podem imitar sons de serpente (sibilar), fazendo o agressor desistir do ataque.

O macho oferece uma presa à fêmea, quando a presa é aceita ocorre o acasalamento. A cada postura a fêmea põe de 3 a 5 ovos, o tempo de incubação é de aproximadamente 33 dias e os filhotes começam a voar, em média, em 75 dias. As espécies maiores de corujas vivem de 15 a 20 anos.É considerada uma mãe superprotetora, aí surgiu o termo "mãe-coruja"

No Brasil, a maior coruja conhecida é o mocho orelhudo (sua altura pode passar de 50 cm) e a menor, o caboré, atinge até 17 cm de altura.

Espécies

Curiosidades Editar

  • Corujas são muito variadas quanto ao tamanho e coloração, porém, possuem uma característica em comum: conseguem girar a cabeça 270º. Isso se deve ao fato delas possuírem 14 vértebras, ao invés das habituais sete encontradas em aves “normais”. Estas vértebras adicionais fornecem uma amplitude de movimento fantástica. Outros animais sofrem lesões traumáticas e interrupção do fluxo sanguíneo ao girar excessivamente o pescoço. Porém, cientistas descobriram que as corujas possuem um sistema circulatório especial que alimenta o cérebro e os olhos quando o movimento da cabeça corta a circulação. Além disso, seus vasos sanguíneos possuem uma espessura maior em locais específicos para que não se rompam durante movimentos bruscos.
  • Corujas podem comer as corujas de uma espécie diferente. Quase um canibalismo. Quando isso ocorre, geralmente elas se alimenta de indivíduos menores. Alguns locais no mundo sofreram declínio de espécies nativas de coruja devido ao aumento de outras espécies destes animais. Supõe-se que a população em declínio está sendo predadas por outras corujas.
  • As corujas possuem uma visão bastante peculiar. Seus grandes olhos permitem que elas enxerguem em forma de tubo, centralizando o foco na presa e aumentando sua percepção de profundidade. Por outro lado, esta característica as tornam vulneráveis a predadores, o que inclui outras espécies de corujas. Para compensar isso, elas podem girar a cabeça 270º.
  • As corujas estão entre as aves puramente carnívoras, sendo caçadoras noturnas. Porém, as corujas-elfo, além de se alimentarem de pequenos animais, incluem frutos e sementes em seu cardápio. Estas aves também espalham esterco ao redor do ninho para atrair besouros. De fome elas não morrem.
  • As corujas são estereotipadas por seu canto, mas algumas espécies se diferenciam das demais. Corujas-das-neves, habitantes do extremo norte, produzem um som parecido com aves marinhas. Já a grande Coruja-das-torres tem uma vocalização peculiar, sendo muitas vezes confundida com gritos sobrenaturais.
  • Entre os maiores caçadores alados do planeta destaca-se uma espécie de coruja, o bufo-real. Esta ave é um predador de topo, alimentando-se ferozmente de porcos-espinhos, filhotes de javalis, raposas e macacos. Sua dieta também inclui peixes enormes e garças. Existe relatos até de ataque a lobo.
  • O deserto de Sonora, na América do Norte, abriga uma espécie de cactus que pode crescer mais de dez metros. Este cactus é furado por uma espécie de pica-pau. Posteriormente, corujas-duende habitam o local escavado e espreitam para fora do buraco com seus enormes olhos amarelos. As florestas de cactus também são habitadas por uma outra espécie de coruja, a coruja-pigmeu.
  • Embora as corujas carreguem uma fama de sábias, elas também estão associadas à bruxaria, magia negra e símbolos demoníacos, Também ficaram famosas na cultura popular, como Hedwig, a coruja-das-neves da série Harry Potter. As corujas também são usadas por seres humanos no esporte de falcoaria, comum na Europa. Elas são treinadas para caçar e retornar com a presa.
  • As corujas são conhecidas como aves de rapina. Apesar disso, não compartilham nenhuma relação com águias e falcões, conhecidas como aves de rapina diurnas. A taxonomia é uma ciência controversa e, alguns métodos de classificação, como o modelo Sybli-Alquist, identificaram as corujas como sendo mais próximas dos beija-flores e das aves canoras (como os pardais). Acredita-se que a semelhança observada entre corujas e aves de rapinas se deve à convergência evolutiva.
  • Que as corujas são caçadores eficazes, todos sabem. Em grande parte, isso se deve ao fato delas ouvirem muito bem e serem extremamente silenciosas. As penas de suas asas possuem estruturas que atuam como silenciadores, impedindo que elas sejam detectadas. Além disso várias espécies destas aves possuem ouvidos assimétricos, ou seja, localizados em alturas diferentes na cabeça. Isso permite que elas identifiquem a localização dos sons, se orientando rapidamente.

Listverse