FANDOM


Guaxinim


Informações Editar

O guaxinim (Procyon lotor), também chamado mapache e rato-lavadeiro em Portugal, é um mamífero da família dos procionídeos bastante parecido com o Procyon cancrivorus, porém com as patas esbranquiçadas. Tais animais são encontrados nas Américas do Norte, Central e do Sul e são conhecidos também pelo nome de racum. No Brasil guaxinim e jaguacinim referem-se a vários Procionídeos, especialmente Procyon cancrivorus.
3 (2)
Existem também na Europa Central e no Cáucaso, onde estabeleceram-se após as fugas dos quintais de criação de peles.

É conhecido pelo público em geral possivelmente devido a vários filmes de animações, como Pocahontas, Over the Hedge, Dr. Dolittle 2, Happy Tree Friends, entre outros.

Características Editar

O guaxinim é um animal mascarado e que possui em seus pelos diversos tipos de tonalidades e nas mãos, por incrível que parece, não possui pelo algum. Felizmente é um animal que possui pouco perigo de extinção. Aqui no Brasil o mesmo possui nomes mais populares como “mãos peladas” (apelido dado carinhosamente pela falta de pelo nas patas) ou “zorrinho”, pela coloração preta que o mesmo tempo em volta dos olhos, parecendo uma mascara do zorro.Vivem em lugares onde há florestas robustas e geralmente perto de água ou então de pântanos. Seus locais preferidos são arvores ocas que eles usam como leito ou até mesmo no chão. São muito inteligentes e conseguem se adaptar de forma fácil em qualquer lugar. Geralmente, dormem durante o dia e saem à noite, principalmente pela preferência noturna e a facilidade que se acha pássaros, ratos, peixes pequenos, rãs, ratos e camarões d’água quando o sol se põe.

Sua principal característica é a cabeça grande e o focinho pontiagudo. A sua cauda é espessa e seus pelos são bem compridos. Nas laterais e também no dorso, a cor marrom-acinzentado é predominante e no abdômen, vemos o cinza claro. Abaixo confira algumas fotos do Guaxinim, e veja essas e outras características aparente.

Reprodução

O acasalamento ocorre, preferencialmente, em fevereiro e março. Machos e fêmeas só se associam nesta altura, durante um máximo de 3 dias, em que uma fêmea pode acasalar com mais do que um macho. As crias saem do ninho às 6-7 semanas e começam a ingerir sólidos perto das 9 semanas apesar de serem amamentadas até os 4 meses