FANDOM


Ouriço
Ourico-pigmeu-africano-01
Família Erinaceidae
Alimentação Insetívoro
Tipo Vertebrado
Filo Chordata
Ordem Erinaceomorpha
Superordem Laurasiatheria
Infraclasse Placentalia

Informações Editar

Erinaceidae é uma família de mamíferos insetívoros da ordem Erinaceomorpha. Tais animais possuem o dorso coberto por espinhos curtos e lisos, e as partes inferiores por pêlos. Vernacularmente são denominados de ouriços. Há no mundo 16 espécies de ouriços divididas em cinco gêneros, encontrados em partes da Europa, Ásia, África e Nova Zelândia. Não há espécies nativas na Austrália nem na América do Norte ou do Sul, e os encontrados na Nova Zelândia foram introduzidos. São mamíferos insetívoros que mudaram pouco nos últimos 15 milhões de anos e que se adaptaram à vida noturna.


Características Editar

São encontrados na Europa, África e Ásia. No continente americano e na Oceania não existem espécies nativas. Editar

Seu tamanho é pequeno, seu comprimento oscila entre 10 e 12 cm e seu peso entre 300 e 400 g. A principal característica é ter o corpo revestido de espinhos, cujo comprimento é de até 2 cm. Os espinhos estão distribuídos dorsalmente e descansam na capa mais profunda de gordura do tecido subcutâneo. Sob esta capa estão localizados os músculos orbiculares que lhe permitem enrolar-se como uma verdadeira bola de espinhos quando se sente ameaçado.
245863

Ouriço enrolado

Este é seu único meio de defesa perante seus predadores. Na maior parte dos casos, os espinhos têm cor marrom e branca. A cara e a cauda deste animal estão cobertos por uma pelagem suave e branca. Possuem 36 dentes.

As fêmeas da espécie têm dois cios por ano, normalmente um no meio da primavera e outro em pleno verão. A gestação dura de 35 a 40 dias. geralmente nascem de 4 a 6 filhotes (embora este número possa variar de 2 a 10) sem espinhos e com a pele rosada. Seu peso é de 15 g e o comprimento varia de 6 a 9 cm. Depois de duas semanas, as crias abrem os olhos e são amamentadas num período máximo de 30 dias.

O ouriço vive em terrenos que tenham uma boa cobertura vegetal e que sejam úmidos, sempre abaixo de 1.200 m de altitude. Dentre seus inimigos naturais podemos citar algumas cobras, texugos e furões que comem os filhotes, os lobos e as corujas que costumam atacar os ouriços adultos, independente da proteção dos espinhos.

A alimentação deste pequeno animal é constituída principalmente de insetos, minhocas, pequenos répteis, ovos, pequenos mamíferos (ratos) e frutos.

A destruição do seu habitat e a luta contra as pragas florestais e agrícolas (nas quais são utilizados pesticidas de amplo espectro) matam muitos ouriços. O contato direto com estes venenos, o consumo de insetos que estão contaminados e a diminuição da capacidade de fecundação, alterada pelo ilícito emprego de produtos derivados do DDT, são responsáveis por esta mortandade.

O ouriço deve ser cuidado, pois tem papel fundamental no controle biológico de insetos, minhocas, caracóis e aranhas e, desta forma, traz benefícios para os bosques e campos. Os ouriços são animais principalmente noturnos, que se alimentam de insetos, caracóis, lesmas e de vegetais. Os seus predadores principais são as corujas e os furões. O ouriço conta com a sua coloração como camuflagem, mas quando ameaçado enrola-se numa bola expondo apenas a face coberta de espinhos. Geralmente, a comunidade científica faz clara diferença entre o ouriço e o porco-espinho (Hystrix cristata), que é um roedor. No entanto, em Portugal e na Galiza, o ouriço-terrestre (Erinaceus europaeus) recebe indistintamente os nomes de porco-espinho, ouriço, ouriço-cacho, ouriço-cacheiro ou rescacheiro, posto que o habitat do Hystrix cristata na Europa se limita ao sul da península italiana (Sicília e Nápoles), onde foram introduzidos pelos romanos a partir da África. Uma diferença importante entre estas duas espécies é que os espinhos do ouriço, ao contrário dos do porco-espinho, não se soltam naturalmente, nem são venenosos. Graças à sua dieta, os ouriços são importantes no controle de pragas, já que são capazes de comer várias vezes o seu próprio peso em insectos e anelídeos. Os ouriços têm mais de dezesseis mil picos e usam-nos para diferentes necessidades: camuflagem, defesa, ataque, transporte de comida. Os ouriços possuem um focinho pequeno e quatro patas que se mobilizam bastante bem. Possui tambem uma cauda de 5 cm. O ouriço hiberna no inverno durante aproximadamente 3 meses, antes recolhe comida e mantimentos para a sua hibernação.

Espécies

Curiosidades Editar

  • O ouriço-cacheiro é um mamífero e chega a ter cerca de 5 000 espinhos nas costas. Esses espinhos são feitos de pêlos duros, com pontas afiadas e muito juntinhos.

Quando estes animais se sentem em perigo enrolam-se, formando uma bola para se protegerem com          ajuda dos seus espinhos.


  • As crias têm espinhos macios, pelo que não arranham as mães quando estão a mamar.


  • Apesar de ser insectívero, o ouriço come outros alimentos, pequenos frutos que transporta, espetados nos seus afiados espinhos, até à toca. Também come minhocas, baratas, caracóis, ovos que encontre no chão e pequenos répteis.
  • No Inverno está muito frio e por isso os ouriços estão a hibernar quer dizer que estão dentro da toca a dormir muito enrolados.
  • O ouriço é um animal de hábitos nocturnos! Se o quiseres encontrar, procura-o ao amanhecer e ao anoitecer, perto de lagos ou rios, onde vai beber água e tomar pequenos banhos.


  • Os ouriços adultos pesam cerca de 750 g, medem até 23 cm e vivem cerca de 6 anos.