FANDOM


Urutau
Urutau--1 620x520
Reino Animalia
Família Nycitiibidae
Classe Aves
Filo Chordata
Ordem Caprimulgiformes
Gênero Nyctibius

Características Editar

Urutau ou Jurutai  é uma ave brasileira pertencente ao gênero Nyctibius e à família Nyctibiidae Também é chamado de Mãe-da-lua e Emenda-toco. Conhece-se um fóssil de Nyctibius griseus do Pleistoceno de Lapa da Escrivaninha, Lagoa Santa, Minas Gerais. O urutau é uma ave de hábitos noturnos. Sua alimentação é constituída basicamente de insetos que apanha em pleno voo, principalmente os grandes, porém pode comer outros animais de pequeno porte, como morcegos, lagartos e pequenos pássaros.

É uma ave que utiliza muito bem sua plumagem para se camuflar. Para se defender dos predadores, o pássaro tem uma plumagem cinza. Geralmente, pousa em troncos de árvores e muitas vezes é confundido com um galho seco.Costuma ficar estático, não ser assustando facilmente. Alcança até 37 cm fora a cauda. Não é uma espécie acostumada ao convívio urbano.
Urutau-gussoni2-545x351

O urutau á noite

Pela aparência que possui, o urutau ganhou o apelido de pássaro fantasma.Conhecidas popularmente como araras-azuis, são aves de grande porte, com comprimento variável entre os cerca de 70 cm da arara-azul-pequena e os 100 cm da arara-azul-grande, o maior representante da ordem Psittaciformes. A sua plumagem é uniforme, em tons de azul ou azul-esverdeado. O bico é poderoso e preto. Estas araras distinguem-se dos membros do gênero Ara pela presença de manchas amarelas na cabeça, na zona da bochecha e em torno dos olhos. Todas as espécies de arara-azul encontram-se em perigo de extinção devido à caça e à degradação de habitat. Estão seriamente ameaçadas de extinção

Origem do nome

Alguns pesquisadores argumentam que o nome da ave vem da união de duas palavras do guarani: guyra (ave) e taú (fantasma). Outros dizem que o nome é uma onomatopéia para o canto do pássaro: urutau, em notas graves e decrescentes

Reprodução

Na época da reprodução, o urutau não faz ninho. Coloca um único ovo em forquilhas ou na ponta de tocos. A ave choca o ovo pacientemente, sob o escaldante Sol dos meses de novembro e dezembro. De vez em quando, mas por pouco tempo, abandona o ovo e sai à procura de alimentos. E isso acontece geralmente à noite.

O Urutau no Folclore Editar

O Urutau é uma ave noturna que, quando a lua desponta, solta um grito triste e assustador. Sobre ele, conta-se uma curiosa lenda. Numa humilde casinha do sertão, vivia com seus pais uma moça muito feia. Naturalmente, por causa disso, não conseguia arranjar um namorado. O tempo passava, suas amigas todas se casaram e ela continuava desprezada. Mantendo ainda alguma esperança de que lhe surgisse um pretendente - pois, afinal, tinha suas qualidades: inteligente, trabalhadeira e boa cozinheira - adquiriu o hábito de sair à noite para passear pelos campos e bosques. Certa vez, em um desses passeios, ouviu o tropel de um cavalo que se aproximava. O coração aos pulsos, imaginou que ali vinha o homem que se casaria com ela. Em poucos segundos viu descer de uma cavalo ricamente arreado, um belo e garboso cavaleiro, um príncipe que se aproximou e perguntou-lhe como podia chegar à estrada principal. A moça habilmente procurou cativar o príncipe pela gentileza e ofereceu-se para acompanhá-lo. Apesar de feia, era muito inteligente e foi fácil manter uma conversa agradável com o príncipe que, impressionado e não lhe percebendo a feiura, pois não havia luar, pediu-a em casamento. Mas infelizmente, sua felicidade durou pouco. A lua surgiu, iluminando o rosto da jovem. O príncipe, tomado de grande espanto, inventou uma desculpa para se afastar e se foi. A jovem, que de nada suspeitava, ficou esperando o seu regresso. Muito tempo depois, uma feiticeira sua conhecida, ia passando e parou para conversar. A moça contou a ela o que acontecera e pediu para ser transformada numa ave e, assim, poder encontrar logo o príncipe. A feiticeira não queria, mas a jovem insistiu tanto que ela acabou concordando. Partiu, então, a jovem, transformada numa ave feia e desajeitada. Percorreu toda a região por várias vezes e nada de avistar o príncipe, que àquela altura, já estava bem longe. Desolada, a ave - que era o urutau - procurou a bruxa e pediu para voltar à forma humana. Esta, porém nada pode fazer e a pobre teve que se conformar com seu destino de ave feia e triste. É por isso que, quando a lua aparece, o urutau solta aquele grito triste que parece dizer "foi, foi, foi", lembrando o príncipe que fugira da moça feia.

O uratau é um pássaro solitário e de hábitos noturnos que dificilmente se deixa ver. Pousado na ponta de um galho seco, dar nenhum tipo de sinal de vida. O canto do urutau é apresentado como horripilante por algumas pessoas.
Fotos Janeiro 2011 655


Vídeos Editar

A camuflagem do Urutau-0

A camuflagem do Urutau-0

A camuflagem do Urutau

O canto do Urutau

O canto do Urutau